Policia Civil

12/07/2017

Comércio clandestino de armas e munições é desmantelado em Mangueirinha

A Polícia Civil de Mangueirinha desmantelou, no inicio da manhã desta quarta-feira (12), um comércio ilegal de armas de fogo e munições, com a prisão em flagrante de um homem de 57 anos responsável pelo local. O suspeito é funcionário público municipal e foi abordado pela equipe de investigação próximo ao seu trabalho, no Centro da cidade. Com ele a equipe apreendeu algumas espoletas e munições de calibre 38 – embaladas prontas para a venda.

Um mandado de busca e apreensão domiciliar, expedido pela Vara Criminal do município, também foi cumprido na residência do investigado, na Vila Nova. No local, foram apreendidos dois revólveres calibre 32 e 38, com numeração suprimida, um rifle calibre 22, 567 munições dos calibres 9 milímetros, 380, 38, 6.35 e 22. Além de cartuchos dos calibres 12, 24, 28, pólvoras, espoletas e dois quilos de chumbo.

As investigações iniciaram depois que a polícia recebeu denúncias anônimas de que uma pessoa estaria comercializando armas pela região. Após algumas diligências, a Polícia Civil solicitou à Justiça o um mandado de busca e apreensão na casa do suspeito.

Ao ser flagrado com as armas e munições, o homem disse à polícia que revendia apenas munições a quem o procurasse e que adquiria os produtos do Paraguai para revender em Mangueirinha.

“Durante as diligências nós constatamos que o suspeito estava intermediando um rifle calibre 22 pelo valor de R$ 8,5 mil”, conta o delegado-titular de Mangueirinha, Breno Machado de Paula. A arma foi também foi apreendida pela polícia no percurso das investigações.

O homem responderá por porte ilegal de arma de fogo de uso restrito e comércio ilegal de arma de fogo. Ele foi conduzido a Carceragem Temporária da 5ª Subdivisão Policial (SDP) de Pato Branco à disposição da Justiça.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.