Policia Civil

13/09/2017

Latrocínio é esclarecido em Ortigueira

A Polícia Civil de Ortigueira elucidou um crime de latrocínio, ocorrido no final do mês de julho, o qual vitimou Maria Leizina de Souza. Quatro homens, suspeitos pela prática criminosa, foram identificados pela equipe no curso das investigações. Três deles, com idade entre 26 e 37 anos, foram presos nas últimas semanas. No decorrer da ação policial, a equipe apreendeu ainda duas armas de fogo.

Segundo informações policiais, o crime aconteceu no dia 30 de julho deste ano, por volta das 19 horas, em uma residência localizada no Bairro dos Basílios. Na ocasião, dois homens encapuzados, ambos em posse de espingardas, renderam Maria com o objetivo de ter acesso a casa ao lado – que era o real alvo dos suspeitos, pois haviam recebido informações que o homem tinha R$30 mil em dinheiro guardado.

Diante do fato, o vizinho de Maria abriu a porta sob ameaça de que se não os deixasse entrar, iriam matar a mulher. Já dentro da casa do homem, os suspeitos exigiram que ele lhes entregasse a quantia de R$30 mil em dinheiro, novamente sob ameaça de morte.

Nesse momento, Maria tentou acionar a polícia. Situação que causou nervosismo entre os suspeitos, que acabaram efetuando diversos disparos de arma de fogo, inclusive atingindo um ao outro. Além de atingir Maria, que não resistiu aos ferimentos e faleceu na ocasião. Sem levar nada, a dupla fugiu imediatamente do local.

Ao tomar conhecimento do fato, a equipe de investigação da unidade deu início aos trabalhos investigativos, e na madrugada do dia 1º de agosto localizou um dos suspeitos que estavam no local no momento do crime. O homem, de 38 anos, que havia sido atingido no abdômen, durante os disparos efetuados na ocasião, foi encontrado nas imediações do Bairro dos Basílios e preso em flagrante. Em sua residência a equipe apreendeu duas espingardas de calibre 12 e 36, possivelmente utilizadas no crime.

No decorrer das diligências, a equipe conseguiu identificar um homem de 27 anos, suspeito de ser o mentor intelectual do crime. O rapaz também era vizinho da vítima e havia descoberto que o homem tinha recebido R$30 mil em dinheiro, por conta de negócios realizados recentemente. “Perante essa informações, solicitamos um mandado de prisão contra o homem, que foi acatado pelo Poder Judiciário do município, possibilitando a sua prisão no dia 6 de setembro, em sua própria residência, também no Bairro dos Basílios”, informa o delegado-titular da unidade, Rafael Bacelar de Souza.

Ainda em continuidade as investigações, a equipe localizou o homem de 26 anos, suspeito de dar apoio logístico aos executores do crime. O rapaz foi preso na última segunda-feira (11), na região rural de Ortigueira – escondido na residência de sua mãe. O homem foi responsável por levar a dupla até a residência da vítima e oferecer demais suporte na prática criminosa.

Souza ressalta que as investigações ainda estão em andamento, pois um dos responsáveis por entrar na residência da vítima, o qual foi identificado como vizinho do homem de 38 anos, encontra-se foragido. “O rapaz está com um mandado de prisão em aberto e as diligências de agora tem como objetivo localizá-lo e prendê-lo”, finaliza o delegado.

Os três homens presos no curso da investigação submeteram-se a reconhecimento facial e foram reconhecidos pelas vítimas e testemunhas. O homem de 38 anos e o rapaz de 27 confessaram – em detalhes – a prática criminosa. Já o jovem de 26 anos, nega que tenha passado qualquer informações aos suspeitos, mas confessa que era amigo dos homens.

Todos os homens envolvidos na ação responderão por crime de latrocínio e porte ilegal de arma de fogo. Se condenados, podem pegar de 20 a 30 anos de prisão em regime fechado.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.