V - Delegado Geral

09/05/2011

Operação policial limpa centro de Curitiba de traficantes


dg_costas presos1 presos2 policiais2


A primeira fase da Operação Liberdade, coordenada pelo Departamento Estadual de Narcóticos (Denarc), com a participação dos grupos especiais da Polícia Civil, Polícia Militar e Guarda Municipal, encerrada nesta sexta-feira (6), deteve mais de 40 suspeitos de relação com tráfico de drogas, no centro de Curitiba. “Seguimos a determinação do governador Beto Richa de travarmos guerra sem trégua contra o tráfico, principalmente do crack”, afirmou o secretário da Segurança Pública, Reinaldo de Almeida César.

O trabalho começou, em fevereiro, com investigação sigilosa da Denarc e culminou com o trabalho de prisão e varredura no centro da cidade, realizado nesta quinta e sexta-feira. De lá para cá, foram apreendidos cerca de 80 quilos de crack, o equivalente a mais de 240 mil pedras para o consumo, que, no mercado do tráfico, valem aproximadamente R$ 2,3 milhões. Também foram recolhidas armas e munições.

Nas últimas ações, participaram policiais civis do Denarc, Centro de Operações Policiais Especiais (Cope) e Tático Integrado de Grupos de Repressão Especial (Tigre), policiais militares de vários batalhões, guardas municipais e agentes da Vigilância Sanitária. “O trabalho integrado entre as polícias e outras corporações de segurança trazem bons resultados, que podem ser sentidos pelo cidadão. Essa é nossa meta à frente da Secretaria da Segurança Pública”, comentou o secretário.

Segundo o delegado-geral da Polícia Civil, Marcus Vinícius Michelotto, a operação superou as expectativas graças à cooperação entre as polícias e as instâncias governamentais. “O sucesso de uma operação como essa se consolida pela cooperação entre os governos estadual e municipal. Somente todos os órgãos de segurança unidos e integrados podem dar liberdade ao centro de Curitiba”, disse.

Para o comandante-geral da Polícia Militar, Marcos Teodoro Scheremeta, a determinação do governador Beto Richa e do secretário da Segurança, para combate rigoroso à criminalidade e ao tráfico de drogas foi cumprida à risca, com ação conjunta entre as polícias. “Agimos em cooperação total com a Polícia Civil e com a Guarda Municipal. O bom trabalho policial deve ser feito com base nos ações dos setores de inteligência, utilizando, inclusive, os órgãos municipais de fiscalização e segurança”.

A partir de agora, o centro passa a ser “ocupado” pela Polícia Civil, Polícia Militar e Guarda Municipal, que garantirá a manutenção da segurança da população. Os postos base estão no Terminal Guadalupe, Praça Osório e Centro Histórico. Órgãos de fiscalização, como vigilância sanitária, urbanismo, Corpo de Bombeiros e Defesa Civil vão vistoriar e embargar estabelecimentos que comprometam a segurança.

PRISÕES - As investigações descobriram quem eram os traficantes que “loteavam” o centro e que vivem em constante guerra por território, o que acaba resultando em vários homicídios. “Todos queremos que o centro de Curitiba volte a ser um ambiente de paz e harmonia, com tranquilidade para comerciantes, moradores e turistas. A partir desta ação integrada das polícias, o centro da cidade começa a viver um novo tempo”, disse o delegado do Denarc, Riad Braga Farhat.

Depois da prisão de cinco traficantes em fevereiro, todos com extensa ficha criminal, principalmente por tráfico de drogas e roubo, em 10 de abril, foi apreendida, pela Denarc, uma caminhonete com 73,55 quilos de crack.

A partir de então, trabalho de investigação se intensificou para identificar os chefes do tráfico. Na noite de quarta (4) e madrugada de quinta-feira (5), 16 suspeitos foram detidos nas ruas do centro. Entre eles um policial militar e um agente penitenciário. A prisão do PM foi acompanhada pela Corregedoria da corporação. Nesta etapa, foram recolhidos 5,3 quilos de crack e 1,5 quilo de cocaína, balanças de precisão, armas e dinheiro. A quantia apreendida foi de R$ 10.092 em notas de baixo valor, R$ 85 em moedas, 50 euros e 10 dólares.

Na madrugada desta sexta-feira (6), a operação continuou com a varredura e, com detenção de usuários e conferência de bares. No começo da manhã, foram vistoriados 43 hotéis e pensões, identificados como esconderijos de traficantes, ladrões e usuários de drogas. Mais de 25 pessoas foram detidas, durante essas as abordagens. Foram apreendidos 118 gramas de maconha, 222,9 gramas de crack, 92 adesivos de LSD, 127 comprimidos de ecstasy, 11 frascos de anabolizante, 95 gramas de cocaína e R$ 1.902,25. Também foram recolhidos nove celulares, três veículos, dois notebooks e munição.

Foram encaminhados à Denarc mais de 40 pessoas, entre elas usuários de droga, flagrados no centro. Eles assinaram termo circunstanciado e foram liberados, conforme determina a legislação. Ficaram detidos, em aguardo à decisão da Justiça 22 suspeitos (ver relação anexa).

CONFRONTO – Durante a varredura feita pelas forças de segurança do Estado e do Município, policiais militares flagraram um assaltante, que havia acabado de roubar um veículo. O suspeito foi abordado por policiais militares na Rua Portugal, São Francisco. O condutor reagiu à voz de prisão e foi baleado em confronto. Ele estava armado com uma pistola calibre 9 milímetros.

BOX - Relação dos presos:



1) Priscila Rodrigues Briques de Oliveira, a “Bruxa”, 28 anos;

2) Ricardo Gomes de Farias, o “Ricardinho”, 32 anos;

3) Marcelo de Araújo;

4) Rogério Aparecido Bertolin, 34 anos, o “RG”;

5) Gabriel Eduardo Alves Cordeiro, o “Pânico”;

6) Reinaldo Gonçalves Bonfim, o “Mineiro”;

7) Sandra Maria Ribeiro de Araújo, o “Diva”;

8) Wiviam Shirley de Azevedo, a “Priscila”;

9) Elcio Ribeiro Paulino, o “Danadinho”;

10) Luciane do Rocio Batista, 32 anos;

11) Nicéia Aparecida de Oliveira, a “Ni”;

12) Cezar Roberto Ferraz Publiesi, o “Gordo” e “Superman”;

13) Emerson Reis Pacheco, o “Gigante”;

14) Emerson Luiz Ramires de Oliveira, o “Paulista”.

15) Erslon Ribeiro de Lima

16) Fabio Rossano Delae Beguetto

17) Luciano Ramos Quaresma

18) Neuri Castanharo

19) Juliano Bay

20) Gabriel Felipe Werner

21) Fernando Freire dos Santos

22) Elizandra Ferreira dos Santos

Fonte: Assessoria de Imprensa
Edição: Alex Oliveira

i
©
2011 - Assessoria de Relações com a Comunidade - ARCWeb / DPC
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.