V - Polícia Civil

02/02/2009

Policiais de Foz do Iguaçu solucionam assalto à joalheria em 1 hora


Uma ação conjunta de policiais civis e militares de Foz do Iguaçu resolveu em menos de uma hora um assalto no valor aproximado de R$ 10 mil a uma joalheria da cidade nesta sexta-feira (30). Segundo o delegado-chefe da 6º Subdivisão da Polícia Civil de Foz, Alexandre Macorin, os assaltantes John Lenno Leiva, 18 anos, e Tiarle de Oliveira, 19, já estão presos e todas as jóias roubadas foram devolvidas.
“Assim que os policiais civis e militares receberam a notícia do crime, saíram em busca dos assaltantes. Em menos de uma hora os suspeitos foram encontrados, assim como todas as jóias roubadas. Isso só foi possível graças à rapidez e união das polícias”, afirma o delegado.
Segundo a polícia, por volta de 12h30 desta sexta-feira (30), uma joalheria localizada no centro de Foz do Iguaçu foi assaltada por um homem que portava um revólver calibre 38. Ele teria dado voz de assalto e em poucos minutos saiu da loja levando R$ 10 mil em jóias. Um segundo homem o esperava em uma moto e os dois teriam fugido em direção ao bairro Três Lagoas.
Assim que foram notificados, policiais civis e militares partiram em busca dos dois homens. John Lenno foi o primeiro a ser encontrado em um matagal no bairro Três Lagoas, assim como todas as jóias roubadas. Em seguida, a polícia também capturou Tiarle no mesmo bairro.
Os dois foram reconhecidos por vítimas que estavam na loja no momento do crime. Segundo testemunhas, além de esperar John Lenno na moto para fugir após o assalto, Tiarle também entrou na joalheria minutos antes do crime fingindo ser um cliente. “Na verdade, ele estava conferindo se havia câmeras, seguranças, quantas pessoas estavam na loja, etc. Tudo para fazer um levantamento do local”, explica Macorin.
John Lenno e Tiarle foram presos em flagrante por roubo e serão encaminhados para a cadeia pública de Foz do Iguaçu.


Fonte:
Agência Estadual de Notícias
http://www.aenoticias.pr.gov.br/modules/news/article.php?storyid=44414
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.