V - Polícia Civil

04/05/2012

Quadrilha suspeita de roubo é presa em São José dos Pinhais

Policiais da 1ª Delegacia Regional de São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC), com o apoio do 17º Batalhão da Polícia Militar e da Guarda Municipal da cidade prenderam, na terça-feira (01/05), Aline Cristine Silva Tescka, 21 anos, Ricardo Alexandre dos Santos, 33, e Lucas Antunes dos Santos, 21. Estes suspeitos, juntamente com Julian Rogério Correa Ribas, 20, que está foragido, são apontados pela polícia como autores de um roubo na RMC.

Na terça-feira, Aline e os três rapazes estavam em uma residência localizada no bairro Colônia Rio Grande, em São José dos Pinhais. A polícia afirma que Aline saiu para comprar drogas, e quando retornou ao local, viu Lucas, seu namorado, beijando outra moça, que foi agredida por coronhadas de um revólver calibre 32. Aline ainda disparou contra a vítima, mas os tiros não a acertaram. A suspeita alegou que o revólver pertence a Julian, que está sendo procurado pela polícia.

Devido ao tumulto, os suspeitos fugiram da residência. Ricardo se escondeu na casa de sua ex-mulher, próximo ao local onde aconteceu a briga. A polícia localizou o suspeito, e na delegacia foi descoberto que a ex-mulher de Ricardo é protegida pela Lei Maria da Penha, que impedia o ex-marido de estar ou de se aproximar de sua casa. No veículo apreendido com Ricardo, os policiais encontraram o revólver de Julian, que estava escondido no painel do carro.

A polícia descobriu que Lucas, Aline, Ricardo e Julian são suspeitos de roubar uma panificadora no bairro Costeira, em São José dos Pinhais, na manhã da terça-feira (01/05). A quadrilha também é suspeita de cometer outros roubos na RMC, e de participar do homicídio contra Marcelo Martins dos Santos, na madrugada de terça-feira, também na Colônia Rio Grande.

Aline e Lucas foram presos na Colônia Rio Grande pela Guarda Municipal e encaminhados à delegacia. Se comprovados os crimes, os três suspeitos responderão por roubo e formação de quadrilha. Aline também responderá por tentativa de homicídio.

Eles permanecem presos no Setor de Carceragem Temporária da 1ª Delegacia Regional de Polícia de São José dos Pinhais, onde aguardam decisão da Justiça. Quem souber de informações sobre Julian, ligar na delegacia pelo telefone (41) 3299-1500.

Fonte: SESP
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.