PCPR comemora cinco anos de seu Grupamento de Operações Aéreas  
02/07/2021 - 15:34

A Polícia Civil do Paraná (PCPR) comemora cinco anos de criação do seu Grupamento de Operações Aéreas no próximo domingo (4). Desde o início da pandemia do coronavírus, o grupamento aéreo também presta apoio à Casa Militar para realizar o transporte de material para os testes e agora também das vacinas de COVID-19.    

Durante o período de 5 anos, o grupamento aéreo da PCPR aumentou a frota de uma para cinco aeronaves, sendo 4 helicópteros e 1 avião. A unidade atua em operações programadas para cumprimento de mandados. Do total de ações programadas realizadas nestes cinco anos, 485 voos foram fruto do trabalho da PCPR.    

O delegado da PCPR Renato Coelho, chefe do grupamento, conta que as aeronaves estão sempre à disposição das forças de segurança. “Além das operações programadas, a unidade também faz plantões para possíveis atendimentos de ocorrências e estamos à disposição do nascer ao pôr do sol”. 

O grupamento aéreo da PCPR também realizou 213 voos de repressão qualificada, que têm o objetivo de mapear locais onde há maiores índices de criminalidade. Os voos contribuem na efetividade e celeridade das ações de polícia judiciária.    

As aeronaves da PCPR ainda fazem transporte de órgãos para transplantes, quando solicitados pela Casa Militar. Também atuam em ocorrências relacionadas ao arrebatamento de presos e rebeliões em unidades prisionais.   
A unidade auxilia e presta apoio aos seguintes órgãos da segurança pública: Polícia Federal (PF), Polícia Rodoviária Federal, Polícia Militar, Forças Armadas e Guarda Municipal.  

COMBATE AOS CRIMES - Para diminuir o índice de homicídios envolvendo o tráfico de drogas no Estado, a PCPR criou o Plano de Atuação Sistemática e Integrada (Pasi). O Grupamento de Operações Aéreas da PCPR, auxilia nas operações e conta com a ferramenta “night sun” ou sol da noite. Esse equipamento garante a iluminação de uma área superior a um campo de futebol, o que reduz riscos aos policiais, auxilia nas apreensões e prisões.    

BASES AÉREAS – Desde a criação do grupamento aéreo da PCPR, a base principal da unidade permanece no aeroporto do Bacacheri, em Curitiba. Além da estrutura na capital paranaense, onde fica a maior parte de equipes e frotas, a unidade inaugurou uma nova base no dia 10 de setembro de 2020, em São Miguel do Iguaçu, no oeste do Estado. A nova estrutura tem o objetivo de intensificar o combate ao contrabando e o tráfico de drogas nas fronteiras com o Paraguai e a Argentina.     

Um helicóptero da PCPR permanecerá na base para atuar em operações da instituição e em apoio às demais forças de segurança na localidade. Com a atividade na fronteira, a aeronave também dificulta a ação traficantes, evitando que acessem áreas fluviais, além de auxiliar na localização de depósitos de drogas ou organizações criminosas atuando nas regiões.  

“O grupamento de operações aéreas da PCPR vem se expandido a cada dia, proporcionando maior segurança a toda população paranaense, aos policiais civis e demais policiais que necessitem do emprego da aeronave” completou o delegado.  

APREENSÕES - No dia 21 de novembro de 2020, a grupamento aéreo auxiliou a PF na apreensão de um helicóptero com 430 quilos de cocaína. Três pessoas envolvidas com o transporte da droga foram presas, no Noroeste do estado. Dois dias depois, o grupamento de aéreo da PCPR realizou apoio na maior operação anual da PF e da Receita Federal no combate à lavagem de dinheiro do tráfico de drogas. 

As demandas com o emprego da aeronave possibilitaram e auxiliaram a apreensão de diversos quilos de cocaína, maconha e outros entorpecentes.

GALERIA DE IMAGENS

Últimas Notícias